Siena Essence 1 6 MercadoLivre

التعليقات · 80 الآراء

O aparelho de som tem botões grandes e é de operação simples, Grand siena 2018 preto facilitada ainda mais pelos comandos no volante.

O aparelho de som tem botões grandes e é de operação simples, facilitada ainda mais pelos comandos no volante. O painel de instrumentos tem iluminação alaranjada, que não cansa à noite. As espátulas de acionamento do câmbio automatizado melhoram a interação do motorista com o sistema, mas o volante merecia ajuste de profundidade e maior amplitude na regulação da altura. Fiat Grand Siena 1.4 – motor 1.4 de 85/88 cv e 12,4/12,5 kgfm de torque, com câmbio manual de cinco marchas. Fiat Grand Siena 1.0 – motor 1.0 de 73/75 cv e 9,5/9,9 kgfm de torque, com câmbio manual de cinco marchas. A versão mais cara do Grand Siena vem com motor 1.4, também flex, dianteiro, transversal e com injeção multiponto.

Fiat Grand Siena Fiat Grand Siena Essence 1.6 16v (flex)

Na cidade, a média com etanol é de 7,7 km/l, enquanto na estrada é de 9 km/l. Já com gasolina, o grand siena 2018 preto Siena faz 11,2 km/l em trechos urbanos e 13,1 km/h nos trechos rodoviários. A potência máxima aparece aos 5.750 rpm, enquanto o torque máximo está disponível aos 3.500 rpm. Além disso, a partir de 1999 o modelo passou a ser produzido em Betim (MG). Agora vamos às opiniões depois de 30 dias com o carro, 20 dias efetivos de uso, já que o carro ficou mais de uma semana parado esperando pelo emplacamento. A suspensão é muito bem ajustada e me lembrou muito o comportamento da suspensão do Corolla, que praticamente não inclina nas curvas, mas sem ser tão baixa quanto é a suspensão do Civic.

Tempo vendendo no Mercado Livre

Seus equipamentos incluíam computador de bordo, direção assistida, rodas de 15 polegadas e conjunto elétrico. Ainda assim, gostei da sensação de dirigir e no test drive me pareceu mais esperto que o 1.6 do Voyage, mas ficou longe do 1.6 do Grand Siena. Se você está interessado em um carro 1.4, acredito que a versão LT do Prisma o atenda até melhor que o Attractive 1.4 do Grand Siena. A versão LTZ com motor 1.4 ficou pelo mesmo preço do Grand Siena 1.6. Ainda assim, o Prisma tinha alguns itens de série a mais, como sensor de estacionamento e o sistema MyLink.

Fiat Grand Siena Grand Siena Essence 1.6 Flex 16v

A frente é diferente, com faróis maiores e repuxados para as laterais, tem um aspecto mais "másculo" que o hatch.O interior do Grand Siena é um ambiente agradável e o entra-e-sai é facilitado pelo bom ângulo de abertura das portas.Além disso, rodas de liga-leve de 16 polegadas, airbags frontais e freios ABS completam o conjunto.Há partes mais lisas, que passam a impressão de ausência de requinte, como a tampa do pequeno compartimento no alto do painel.O painel de instrumentos tem iluminação alaranjada, que não cansa à noite.

A Fiat não divulga números oficiais e o InMetro não fez medições para o modelo. O câmbio automatizado ainda agrega o controlador de velocidade de cruzeiro à cesta básica. A estratégia da Fiat é ambiciosa, tanto que o Grand siena 2018 preto Siena representa 45% da produção da linha – o Siena antigo se manteve em produção na versão EL. A versão mais cara, a Essence com motor 1.6, é responsável por 30% dos emplacamentos. O porta-malas, um ponto tão elogiado na chegada do antigo Siena, ficava ainda melhor. Sua capacidade saltava de 500 para 520 litros, o que era um ponto positivo mesmo quando comparado a modelos maiores.

Fiat Grand Siena Grand Siena Essence 1.6 16v (flex)

Essa motorização entrega 73/75 cv, respectivamente com gasolina e etanol, a 6.000 rpm. No mesmo ano, o Siena ganhou outra inovação mecânica, que foi a chegada do motor 1.6 8V com injeção multiponto. No test drive, a melhor impressão ficou por conta do motor Etorq 1.6 16v que tem um desempenho muito superior aos 1.6 da Volkswagen e 1.4 da Chevrolet. O senão fica nas retomadas, prejudicadas pela distribuição de torque irregular. Ao menos, o consumo foi relativamente comedido, com médias na casa dos 8,4 km/l de etanol.

Fiat Grand Siena 1.6 16v Essence Flex 4p

O câmbio automatizado funciona bem, mas ainda carece de maior rapidez de processamento. O sistema demora a se adaptar ao estilo de condução e nem sempre o modo automático troca as marchas na hora mais adequada. Interatividade – Nenhum mistério na utilização diária do modelo. Os principais comandos são bem localizados e de fácil assimilação, como o funcionamento do computador de bordo, operado por um botão na ponta da alavanca do limpador de para-brisa.

O renovado Siena trazia novos faróis e grade, com formato mais retangular e estreito, além de um capô com vincos proeminentes. A traseira, antes tão criticada, ganhou mais personalidade com suas novas e maiores lanternas.

O problema é o material utilizado, com muito plástico rígido no interior. Há partes mais lisas, que passam a impressão de ausência de requinte, como a tampa do pequeno compartimento no alto do painel. Pelo menos, tudo parece feito para aguentar os maus-tratos do piso ruim das cidades brasileiras. O painel é praticamente idêntico – mudam apenas as saídas de ar centrais e laterais. A frente é diferente, com faróis maiores e repuxados para as laterais, tem um aspecto mais "másculo" que o hatch. Apesar dos 4,29 m de comprimento, o sedã é relativamente leve – a versão com câmbio robotizado pesa 1.148 kg.

Apesar disso, as costuras são boas e não parecem rasgar com facilidade. Anteriormente trabalhou em empresas automotivas, nos segmentos de personalização e áudio. Numa primeira olhada, o Grand Siena já agrada pelo visual harmônico e linhas limpas. O preço ajustado acaba compensando a única real deficiência do modelo – não ser tão grande como o nome sugere. Atrás, as lanternas horizontais com luzes de led para os freios formam um arranjo simpático e bem finalizado. Ao todo, o Siena teve 14 anos de vida no mercado brasileiro, um período que lhe permitiu vender mais de 800 mil unidades.

Depois disso, a Fiat foi adicionando algumas novidades à linha do Siena nos anos seguintes. Ela lançou, por exemplo, uma série especial para comemorar seu aniversário. Chamado de Siena 25 anos, o modelo vinha equipado com o motor 1.0 16V. Enquanto as primeiras eram mais básicas na lista de equipamentos, essa última contava com direção hidráulica, ar-condicionado e conjunto elétrico.

التعليقات